Páginas

Radio 2

Festejos Paulinos 2013


Atenção Discípulos do Antonio Bezerra:

No DJC Antonio Bezerra os Festejos Paulinos serão realizados nos Siloés dos dias 11, 18 e 25 de junho !

Articuladores, mãos e coração à obra com os seus respectivos Discípulos Servidores!



Carta do Acompanhante Geral - 03 de Junho de 2013:

Festejos Paulinos 2013
 
Neste bimestre, junho a julho, todo DJC vai realizar os Festejos Paulinos com muita oração, evangelização, confraternização e arraiá, em memória de São Paulo Apóstolo, nosso patrono.

A solenidade de São Paulo Apóstolo é no dia 29 de junho, mas no calendário litúrgico, quando o dia 29 de junho não cai num domingo, a data é adiada para o primeiro domingo seguinte.

Em 2013, portanto, no calendário popular o dia São Paulo é 29 de junho, e no calendário litúrgico será no dia 30 de junho (coincidindo também com o dia de São Pedro e com o dia do Papa).

Nos Festejos de São Paulo, na parte espiritual, é muito importante:

1 - Aprender com o seu exemplo.
A vida de São Paulo é muito rica. Vale a pena conhecê-la e cultivar uma verdadeira espiritualidade paulina. Pedimos aos irmãos que possam adentrar neste caminho paulino e quando possível partilhar mensagens, reflexões e experiências nos blogs.

As cartas paulinas são muito importantes e quem sabe, a cada ano, por ocasião dos Festejos Paulinos, até poderíamos escolher uma para ser meditada por todo DJC.

Sobre a importância de São Paulo para a Igreja, e como acertamos em escolhê-lo como patrono do DJC, vale lembrar que tempo atrás foi dedicado um ano no mundo inteiro à sua memória e homenagem. Fora Deus e a Virgem Maria, nenhum outro santo recebeu homenagem tão grande!


2 - Suplicar as bênçãos de Jesus por sua intercessão.
A intercessão dos santos é muito querida por Jesus, pois isto expressa que somos uma só Igreja, aonde uns se preocupam também com o bem dos outros. E os santos no céu, no nosso caso, São Paulo, intercedem realmente por aqueles que lhes pedem a sua ajuda na oração. A Igreja sempre soube do valor dos santos na presença de Jesus, por isso sempre recorreu a eles e ensinou os fiéis a fazerem o mesmo.

Não perca a oportunidade. Nos festejos, reze com fervor e São Paulo estará intercedendo as bênçãos de Jesus por você e pelas pessoas por quem você estiver rezando também.

O modo pelo qual pedimos a intercessão de São Paulo deve ser teologicamente correto, pois a fé que gera a oração também a regula para que não decaia em crendices e superstições. Pode ser sempre assim:

- Senhor Jesus, meu Deus e Salvador, por intercessão de São Paulo Apóstolo, vos peço ... Ou assim:

- São Paulo Apóstolo, vos peço rogar ao Senhor Jesus por mim...


Como realizar os Festejos Paulinos?

O responsável pelo organismo do DJC, após discernimento com os demais DCAs, encaminha os Festejos de São Paulo da melhor forma possível, sempre fazendo por onde seja um evento especial, pois ele é o nosso patrono.

Os Festejos Paulinos podem ser realizados numa semana inteira, ou durante três dias, ou em um Siloé, ou em vários Siloés...

É importante meditar o roteiro de cada celebração, seguindo mais ou menos o roteiro do Siloé. Nas pregações e orações, não esquecer do querigma e da parresia, mesmo quando estiver instruindo acerca do crescimento cristão.

Não esquecer de fazer um altar com a imagem de São Paulo!

Na parte social, é importante ter arraiá, confraternização, fogueira, comidas típicas, seresta, etc

Lembramos que o cume dos nossos Festejos Paulinos será na Confraternização dos Discípulos de Jesus, lá na Casa da Fraternidade de Aliança, em Maracanaú. A data mudou. Será sempre no último domingo de julho, por volta das 14h. Depois vamos postar maiores informações sobre esta confraternização



Desde já, bons Festejos Paulinos discípulos de Jesus!

Por intercessão de São Paulo, o Bom Jesus derrame copiosas bênçãos de paz, saúde, santidade e alegria sobre todos os participantes!

Que a exemplo de São Paulo possamos permanecer unidos na fé da Igreja e no conhecimento espiritual para "chegarmos a ser o homem perfeito que, na maturidade do seu desenvolvimento, é a plenitude de Cristo. Então, já não seremos crianças, jogadas pelas ondas e levados para cá e para lá por qualquer vento de doutrina, presos pela artimanha dos homens e pela astúcia com que eles nos induzem ao erro" (Ef 4,13-14).

Fraternalmente,

Pe. Marcos Oliveira


xxx